Imggra
  1. Homepage
  2. @serresistencia
Ser Resistência (@serresistencia) Instagram Profile Photo

serresistencia

Ser Resistência

Discutimos pautas SOCIAIS, políticas PÚBLICAS e posicionamentos POLÍTICOS a favor das MINORIAS. Administrador:@adrieliomoreno

http://vaka.me/549022

Personal Blog

+55 81971008660

serresistencia@gmail.com

Endereço e parcerias via Direct Recife, Brazil

Ser Resistência (@serresistencia) Instagram photos and videos

List of Instagram medias taken by Ser Resistência (@serresistencia)

Brasil contra Bolsonaro - Elenão

Ajuda aí a gente! Juntos somos mais fortes. Vamos fazer uma resistência 💪 imbatível. Não se cale para agradar a opinião alheia. . . Aproveita para marcar um amigo ou colega que ainda não segue nossa página. Juntos somos resistência 💪 🌷 🌻 👍. . . . . .

Advertisement



Advertisement


Folha de São Paulo

Bolsonaro fez hoje uma afirmação gravíssima. Disse que a população deveria estar armada para se defender de um golpe. Ele incorreu em um crime de responsabilidade: Lei n° 1.079/50 Art. 7º São crimes de responsabilidade contra o livre exercício dos direitos políticos, individuais e sociais: .......... Art. 8º São crimes contra a segurança interna do país: ........ 4 - praticar ou concorrer para que se perpetre qualquer dos crimes contra a segurança interna, definidos na legislação penal; (Combinado com Lei n° 7.170/83, arts. 22 e 23) Os artigos 22 e 23 da lei em questão são os seguintes: Art. 22 - Fazer, em público, propaganda: I - de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social; II - de discriminação racial, de luta pela violência entre as classes sociais, de perseguição religiosa; III - de guerra; IV - de qualquer dos crimes previstos nesta Lei. Pena: detenção, de 1 a 4 anos. § 1º - A pena é aumentada de um terço quando a propaganda for feita em local de trabalho ou por meio de rádio ou televisão. § 2º - Sujeita-se à mesma pena quem distribui ou redistribui: a) fundos destinados a realizar a propaganda de que trata este artigo; b) ostensiva ou clandestinamente boletins ou panfletos contendo a mesma propaganda. § 3º - Não constitui propaganda criminosa a exposição, a crítica ou o debate de quaisquer doutrinas. Art. 23 - Incitar: I - à subversão da ordem política ou social; II - à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis; III - à luta com violência entre as classes sociais; IV - à prática de qualquer dos crimes previstos nesta Lei. Pena: reclusão, de 1 a 4 anos. Os amigos juristas podem me corrigir se eu estiver errada... O mais importante de tudo isso é percebermos que Bolsonaro é um inimigo da democracia e trama contra ela dia e noite. Faz isso cometendo crimes, como esses de hoje. Os democratas, de todos os quadrantes políticos, precisam acordar e se unir em torno a uma pauta mínima de defesa da democracia, dos direitos individuais e do Estado Democrático de Direito. Todas as diferenças são menores nessa hora. Texto: @manueladavila

Advertisement


Combate a exploração e abuso sexual infantil - ULBRA Manaus

Já passou da hora de nós homens nos mobilizarmos contra a exploração sexual infantil. E não adianta só não participar diretamente, porque se você não faz parte da solução então faz parte do problema. Esse vídeo foi compartilhado do meu amigo @marcosmion, que disse "Chegou a hora da gente ter um papo de homem para homem. . Exploração sexual infantil é crime! . E eu deixo claro aqui neste filme, o meu desprezo para todo e qualquer homem que se envolve com isto! Assista! Compartilhe! . Vamos falar a a real sobre este assunto? São C R I A N Ç A S!!! . Seja mais uma voz desta causa!" Via: @libertainstituto . . .

Advertisement


The New York Times

A mídia internacional continua repercutiu o escândalo revelado pelo The Intercept sobre a relação colaboração entre o ex-juiz federal juiz Sérgio Moro e os procuradores da Operação Lava Jato para tirar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da eleição de 2018. Em sua manchete, o The New York Times disse que a divulgação da troca de mensagens do atual ministro da Justiça com integrantes do Ministério Público Federal (MPF-PR) “levantam questionamentos sobre a Justiça brasileira”. “O juiz mais badalado do país, que liderou os casos de corrupção mais comentados nos últimos tempos, foi flagrado enquanto aconselhava promotores federais sobre a estratégia que eles deveriam usar”, destaca o texto. “A prisão de Da Silva (Lula) abriu caminho para a eleição de Jair Bolsonaro, um político de extrema-direita que, em seguida, nomeou Moro como seu ministro da Justiça, e também ofereceu a ele uma futura vaga à Suprema Corte do país”. O The Guardian publica matéria com o seguinte subtítulo: “as conversas de celular vazadas e publicadas pelo The Intercept sugerem que Sérgio Moro, agora ministro da Justiça, manipulou o caso contra o ex-presidente”. “Os promotores também discutiram estratégias para impedir as tentativas de um jornal de entrevistar Lula durante a campanha eleitoral do ano passado (…) pesquisas de opinião indicaram que Lula provavelmente venceria a eleição presidencial de 2018 até ser preso e forçado a sair da disputa. Seu substituto de última hora, Fernando Haddad, foi superado amplamente pelo candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro – que então nomeou Moro como ministro da Justiça”.

Advertisement


UOL Notícias

O governo brasileiro justificou o grampo realizado nas linhas dos telefones de advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, argumentando em um documento confidencial para a ONU que as medidas "não foram abusivas". ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em 2016, os advogados do ex-presidente apresentaram uma queixa ao Comitê de Direitos Humanos da ONU, alegando que o então juiz Sérgio Moro não havia sido imparcial e que havia atuado em conluio para condenar Lula. O caso continua em exame e apenas deve ser tratado de forma definitiva em 2020. Uma das queixas apresentadas pelos advogados se referia ao fato de que tiveram seus celulares grampeados, além do próprio telefone do escritório. Em fevereiro de 2019, a defesa do ex-presidente voltou a lançar a queixa. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ No Brasil, os advogados de Lula tentarão a anulação da condenação no Supremo Tribunal Federal (STF), com base na suposta informação de que relatórios foram preparados pelos procuradores contra o ex-presidente, usando as gravações das conversas desses telefones. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📷 Valter Campanato/ABR

Advertisement


LGBTQ

Quando esse homem foi à famosa Parada do Orgulho LGBT em Pittsburgh com uma camiseta oferencendo “abraços grátis de Pai”, ele não tinha ideia das reações que ele ia receber. As pessoas iam até o homem chamado Howie Dittman em lágrimas, pedindo um abraço e chorando suas dores esmagadoras. Ele disse que a experiência mudou sua vida. ♥️💙🧡 . Via @_midiamor

Advertisement


Jornal O Globo

Uma campanha publicitária do Ministério da Educação sobre o prazo de inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) está sendo acusada de racismo nas redes sociais. O anúncio do último dia de inscrições para bolsas de 50% ou 100% para cursos de graduação em universidades privadas mostra uma mulher negra ao entrar na faculdade que, ao terminar o curso, é sobreposta por imagens de outra branca com o diploma na mão. Parte dos comentários são críticos ao "branqueamento" da estudante negra ao ser diplomada. Um internauta escreveu que vai avisar os pais que quando se me formar, no fim do ano, ele irá "virar branco": "Não quero assustá-los". Em nota, o MEC afirmou que "a intenção (da campanha) é enfatizar que as oportunidades são iguais para todos os candidatos, e a linguagem escolhida foi a sobreposição de imagens que demonstram a variedade de cor, raça e gênero". Via: @jornaloglobo

Advertisement



Advertisement


Recife, Brazil

Ajuda aí a gente! Juntos somos mais fortes. Vamos fazer uma resistência 💪 imbatível. Aproveita para marcar um amigo ou colega que ainda não segue nossa página. Juntos somos resistência 💪 🌷 🌻 👍. . . . . .

Advertisement


Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

[PASSE PARA O LADO É VEJA O VÍDEO] Depois da espetacularização da violência promovida durante operação policial em Angra dos Reis, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), @wilsonwitzel afirmou nessa sexta-feira que caso tivesse autorização da ONU poderia atirar um míssel em comunidades da capital. "Se fosse com autorização da ONU, em outros lugares do mundo, nós tínhamos autorização para mandar um míssil naquele local e explodir aquelas pessoas." A frase foi dita durante o lançamento do plano de segurança pública de Nova Iguaçu e reforça, mais uma vez, um projeto de extermínio da população negra e pobre. Via: @midianinja . . . .

Advertisement


Lava jato

❗JURISTA VEEM FATO GRAVE❗ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em conversas divulgadas pelo site "The Intercept Brasil", o ex-juiz e ministro da Justiça, Sergio Moro, orientou o coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol a "ficar com 30%" da delação da empreiteira Odebrecht. Juristas ouvidos pelo UOL consideram o fato grave e defendem investigação das mensagens. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Num diálogo de 15 de dezembro de 2016, quando faltava um dia para serem concluídos os depoimentos de executivos da empreiteira, Deltan Dallagnol, procurador do MP (Ministério Público), listou o cargo de 372 políticos brasileiros na delação. Ele informou para o então juiz Moro que cerca de 30% dos casos eram de crimes de corrupção, 30% de caixa dois e 40%, de uma "zona cinzenta" a ser apurada. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em resposta, o então magistrado afirmou ser "melhor ficar com os 30 por cento iniciais". E justificou: "Muitos inimigos e que transcendem a capacidade institucional do MP e Judiciário". A assessoria do ministro Sergio Moro disse ao UOL que "os acordos com os executivos da Odebrecht foram homologados pelo Supremo Tribunal Federal e a 13ª Vara Federal de Curitiba só recebeu depois do desmembramento dos termos promovido pelo STF.". ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O presidente regional da Anacrim (Associação Nacional de Advocacia Criminal), Bruno Espiñera, disse que, mesmo para o Ministério Público, a lei não permite selecionar o que investigar e o que não investigar. "É inominável em qualquer democracia. É assustador." ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O criminalista Marcelo Leal disse que "é preciso aprofundar a investigação para saber se houve seleção". "Se houve, é muito grave", disse. Além disso, "é a revelação de um juiz tratando com o Ministério Público sobre a estratégia de acusação". ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📷 Marcelo Camargo/Agência Brasil

Advertisement


Campina Grande - Paraíba / Brazil

O governador João Azevêdo (PSB) afastou o policial militar que agrediu um manifestante em Campina Grande durante ato público da ‘Greve Geral’, nesta sexta-feira (14). “O policial foi afastado das ruas e a Corregedoria está adotando as providências disciplinares. Desde a manhã que tomamos as providências”, afirmou João. No vídeo, que circula nas redes sociais, o agente público e o estudante discutem em frente a uma empresa. Momentos antes da agressão o estudante grita “tenha calma” e em seguida o agente dá um tapa no rosto do manifestante. Informação repassada pelo nosso seguidor: @_deoliveiralins

Advertisement


The Intercept Brasil

O Oscar trata-se da espionagem Americana revelada por Glenn Greenwald, jornalista de grande prestígio mundial e um dos responsáveis pela revelações feitas pelo jornal @theinterceptbrasil que desmascara o juiz Sergio Moro. Parabéns @glenn.11.greenwald você nos orgulha muito. Quem diria que um jornalista de prestígio internacional fosse abrir os olhos dos brasileiros. . . . Vídeo enviado por: @fridafemi9

Advertisement



Nova leva de mensagens divulgadas nesta sexta (14) pelo The Intercept Brasil revela que o então juiz Sergio Moro sugeriu ao Ministério Público Federal (MPF) a publicação de uma nota contra o que chamou de "showzinho" do ex-presidente Lula durante seu interrogatório sobre o caso do tríplex de Guarujá (SP). As mensagens datam do dia 10 de maio de 2017. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Naquele dia, segundo o The Intercept, Moro questionou o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima: "O que achou [do interrogatório]?". O procurador então responde que "ficou muito bom. Ele [Lula] começou polarizando conosco, o que me deixou tranquilo." Em seguida, Moro desdenha da imprensa: "A comunicação é complicada, pois a imprensa não é muito atenta a detalhes". Um minuto depois, Moro sugere ao procurador "editar uma nota esclarecendo as contadições do depoimento [de Lula] com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele. Por que a defesa já fez o showzinho dela." ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📸 Marcelo Camargo/Agência Brasil Via: @uolnoticias

Advertisement


The Intercept Brasil

[EXCLUSIVO] ‘A defesa já fez o showzinho dela’ - Em chat privado, Sergio Moro zombava de Lula e de seus advogados enquanto fornecia instruções para a Lava Jato sobre como se portar e controlar a narrativa da imprensa. ⠀ Um trecho do chat privado entre Sergio Moro e o então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima mostra que o ex-juiz pediu aos procuradores da Lava Jato uma nota à imprensa para rebater o que chamou de "showzinho" da defesa de Lula após o depoimento do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. Os procuradores acataram a sugestão. O conteúdo faz parte do arquivo da . ⠀ Procuramos o Ministro da Justiça e apresentamos com antecedência todos os pontos mostrados nesta reportagem. Sérgio Moro decidiu não se pronunciar. Via: @theinterceptbrasil

Advertisement


The Intercept Brasil

[EXCLUSIVO] ‘A defesa já fez o showzinho dela’ - Em chat privado, Sergio Moro zombava de Lula e de seus advogados enquanto fornecia instruções para a Lava Jato sobre como se portar e controlar a narrativa da imprensa. ⠀ Um trecho do chat privado entre Sergio Moro e o então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima mostra que o ex-juiz pediu aos procuradores da Lava Jato uma nota à imprensa para rebater o que chamou de "showzinho" da defesa de Lula após o depoimento do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. Os procuradores acataram a sugestão. O conteúdo faz parte do arquivo da . ⠀ Procuramos o Ministro da Justiça e apresentamos com antecedência todos os pontos mostrados nesta reportagem. Sérgio Moro decidiu não se pronunciar. Via: @theinterceptbrasil

Advertisement


Reino Unido

Propaganda de cerveja com mulheres nuas, pais que não sabem cuidar dos filhos ou garotas que são más motoristas: tão comuns num passado recente, peças publicitárias com tais teores têm se tornado cada vez mais raras por serem alvos de críticas, mas ainda hoje propagandas deste tipo ainda são vistas. Não mais no Reino Unido, onde passou a vigorar nesta sexta (14) uma regra que determina que a publicidade não pode veicular imagens que reforçam estereótipos de gênero. A norma vale para mídias transmitidas, como TV, assim como online e redes sociais. A entidade que regulamenta a publicidade no Reino Unido, a Autoridade de Padrões de Anúncios (ASA, na sigla em inglês) fez uma pesquisa sobre os efeitos de propagandas. Para o órgão, há evidências de que a publicidade com padrões limitados de como homens e mulheres devem se comportar podem restringir as escolhas, aspirações e oportunidades de crianças, jovens e adultos, e que isso tem efeitos na desigualdade de renda. Exemplos de propagandas potencialmente irregulares dado pela ASA incluem um homem que falha em trocar uma fralda ou uma mulher que está lutando para estacionar um carro; um comercial sugerindo que as mães devem priorizar a limpeza ou parecerem atraentes em relação ao bem-estar emocional; e anúncios que reproduzem ideias estereotipadas de gênero, como os homens sendo mais "ousados" ou as mulheres sendo mais "carinhosas". Ao passo que as novas regras não restringem mulheres fazendo compras ou homens fazendo reparos na casa; estilo de vida com glamour, atraente, saudável, a que as pessoas aspiram ou bem-sucedido e ainda, estereótipos de gênero exibidos para mostrar seus efeitos negativos. Via: @agoraequesaoelas_ . . . .

Advertisement


English Turkish